MUITAS CINZAS

Código: 9788569210214 Marca:
R$ 30,00
Comprar Disponibilidade: Imediata Estoque: 21 unidades
  • R$ 30,00 Entrega
  • R$ 30,00 Boleto Bancário
  • R$ 30,00 American Express, Visa, Diners, Mastercard, Aura, Hipercard, Elo
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Embora parta da tradição heraclitiana, o poeta, aqui, não adota o fogo como símbolo da vida e do fazer poético, mas sim o que resulta da queima: as cinzas! São elas que compõem os 31 poemas da obra, transpassados por um pessimismo ora resignado, ora irônico. Seja falando sobre figuras cotidianas, como em “O entregador de jornais” (Ele tem 20 e poucos anos / — parece ter 16 ou 17 — / e entrega jornais / de madrugada), de inspirações místicas, a exemplo de “a ilha” (filho das trevas / pelas trevas / rejeitado / pela luz / jamais aceito); em poemas mais longos, como em “Ser de trevas” (Meus olhos tristes e cansados / carregam / a mais / humana / de todas as dores.), ou em imagens concisas, como em “Serpente” (A mágoa / não afoga / tudo. / Sempre / sobra / serpente / de esperança / em alguma / toca.) — o eu lírico apresenta-se como quem já foi posto ao fogo, queimado pelas chamas do devir. Não há, porém, concessões à fraqueza: se a luta serve de mote para a poesia, não é para dar espaço a lamentações. O tempo, ao longo do livro, é indicativo de mudança, resultado do embate com a vida e, claro, com a própria literatura.
Autor: Aleixo da Rosa

R$ 30,00
Comprar Disponibilidade: Imediata Estoque: 21 unidades
Pague com
  • PagSeguro V2
Selos

DNR Delta Livraria e Papelaria Eireli - CNPJ: 92.357.748/0001-64 © Todos os direitos reservados. 2021